Archive for Abril, 2010

Lisboa – depois da euforia a desilusão

Abril 29, 2010

A reunião que o Sr. Vereador Sá Fernandes tinha marcado com o Grupo de Lisboa  para o dia de hoje, 29 de Abril, saldou-se por um fracasso.

Logo no início da reunião, o vereador informou que só dispunha de 5 minutos para participar na mesma. Houve unicamente tempo para passar em revista, a correr, os pontos das recomendações aprovadas na Assembleia Municipal de Lisboa de 9 de Fevereiro e inquirir das obras do canil/gatil.
Destacamos 2 aspectos:
em relação à suspensão das capturas dos gatos tudo se mantém igual,  não tendo sido dado seguimento à recomendação da suspensão das capturas nem da mudança de instalações em que os gatos se encontram.
relativamente às obras do canil/gatil, os projectos das especialidades só estarão prontos em Junho, após o que será lançado o concurso, cuja duração é uma incógnita, pelo que o vereador não sabe quando se iniciarão os trabalhos.
Na sequência da saída da sala do Vereador Sá Fernandes, que antes de o fazer acabou por sugerir que fosse pedida  uma outra reunião, os 7 elementos do Grupo de Lisboa consideraram não haver condições para prosseguir a conversa com o corpo técnico do canil/gatil que estava presente, e decidiram, por sua vez, sair.
Hoje mesmo foi enviado ao vereador um outro pedido de reunião.
 
O mínimo que podemos dizer é que depois da euforia que vivemos no dia 9 de Fevereiro, depois das históricas recomendações aprovadas na AML, foi grande a desilusão. Os representantes do Grupo de Lisboa iam com uma mão cheia de ideias para propôr à Câmara para a Campanha de Esterilização dos Gatos Silvestres de Lisboa. Uma Campanha que substitua os abates pelas esterilizações. Uma Campanha que fica, agora, temporariamente suspensa, à espera da próxima reunião com o Sr. Vereador Sá Fernandes.
Os animais abandonados de Lisboa podem contar connosco, não vamos desistir. Porém, para a grande maioria dos que estão neste momento detidos no canil/gatil municipal de nada valerá a nossa luta e por esses a nossa tristeza é imensa.
 
( para ler as recomendações aprovadas na AML ver o post de 26 de Março )

OV – Bastonária defende maior intervenção dos veterinários nos canis municipais

Abril 26, 2010

 A bastonária da Ordem dos Veterinários, Profª Laurentina Pedroso, defendeu, em entrevista ao Correio da Manhã uma maior intervenção dos veterinários nos canis muncipais.

 (http://www.omv.pt/noticias/entrevista-cm-veterinarios-sem-precos-tabelados)

Todos os que lutam contra a sobrepopulação de cães e gatos e o abandono que daí resulta, gostariam de ver os canis municipais abandonarem a politica de abates maciços e, em sua substituição, implementarem, nos próprios canis ou ao abrigo de protocolos com o exterior, programas de esterilização, tanto dos animais que dão em adopção, como de animais errantes e dos munícipes pobres.

Esperamos que bons ventos estejam a soprar da OV !

Aproveitamos para informar que a Campanha de Esterilização, em parceria com a Associação Animais de Rua, solicitou uma entrevista à Srª Bastonária em  8 de Fevereiro cuja concretização se aguarda.

Canis municipais são matadouros

Abril 23, 2010

O seguinte artigo é da responsabilidade da Directora da APAAE -Associação de Protecção e Apoio ao Animal Errante – de Castelo Branco e transmite a sua visão sobre os canis inter-municipais, sugerindo medidas para reduzir o abandono e evitar o abate de um número que se estima em mais de 100 000 animais por ano.

Para saber mais sobre o Parque de Bem Estar Animal, resultante de uma parceria entre a APPAE e a Câmara Municipal de Castelo Branco, clique em http://www.apaae.pt

“Portugal tinha pouquíssimos canis municipais licenciados. Com os apoios comunitários começaram a surgir canis municipais e pior, inter-municipais, que recebem animais de diversos concelhos quando, considerando a dimensão do problema do abandono em Portugal, nem capacidade tinham para receber os animais provenientes de um só concelho. O resultado são autênticos matadouros, onde se investiram quantias absurdas, e a não resolução humanitária do problema (mas simplesmente sanitária) em que há uma eliminação massiva e compulsiva de animais em nome da saúde pública. A realidade do abandono na Europa é diferente da realidade portuguesa. Infelizmente por cá é um problema de contornos muitíssimo superiores !!! Um canil intermunicipal até pode ser a solução humanitária para Viena porém, em Portugal, para conseguir evitar o abate compulsivo e indiscriminado ao fim dos oito dias regulamentares, um canil terá de ter uma capacidade média para cerca de 90 animais e POR CONCELHO!

Esterilizar a preços justos (e não escandalosamente especulativos como os praticados nas clínicas veterinárias), informar, sensibilizar e corresponsabilizar para a posse responsável de animais, LEGISLAR MODELOS ALTERNATIVOS AOS TRADICIONAIS CANIS MUNICIPAIS – COM MAIOR CAPACIDADE COMO É O CASO DOS PARQUES ZOOLÓGICOS SÓ AUTORIZADOS PARA ANIMAIS SELVAGENS e, por fim, criar apoios às Associações de Protecção Animal, legalmente constituídas, que podem ajudar a albergar e a recolocar em novos lares de adopção animais retirados dos canis municipais, construídos com centenas de milhares de euros de fundos comunitários e que não conseguem resolver, mas sim agudizar, o problema, poderiam ser medidas simples mas eficazes para o controlo e progressiva resolução desta delicada questão.”

Maria do Rosário Ferreira de Almeida

Autoridade da Concorrência – Investigação a preços praticados por Médicos Veterinários

Abril 20, 2010

Segundo noticia inserida no site da Ordem dos Veterinários, a autoridade da concorrência está a investigar a eventual existência de restrições no exercício da actividade de medecina veterinária entre 2005 e 2009, nomeadamente os critérios seguidos para a fixação de preços .

Entretanto, a Bastonária da Ordem dos Veterinários , Profª Laurentina Pedroso, garantiu ao Diário Económico, em 14/4,   que “ a Ordem não tem qualquer tabela de preços em vigor”

 Ler mais em http://www.omv.pt/

Petições sobre bem estar animal e condições nos canis

Abril 19, 2010

Duas petições, uma de cidadãos da Lousã outra da APARR (Associação Protectora dos Animais da Região do Ribatejo), sediada em Tomar,  estão a recolher assinaturas para sensibilizar os orgãos autárquicos para o bem estar animal e para as condições existentes nos canis das suas localidades.

Para ler e assinar, é favor consultar, respectivamente :

 http://peticaopublica.com/PeticaoVer.aspx?pi=P2010N1661

 http://www.peticao.com.pt/canil-gatil-aparr

 

Oeiras aguarda reunião com CMO

Abril 15, 2010

Carta enviada pelo Grupo de Oeiras ao Vereador Engº Ricardo Barros

Exmº Senhor Vereador
Engº Ricardo Barros
Após quase um mês da reunião havida com V. Exª e a Srª Drª Luisa Carmona, sobre o Bem Estar Animal, venho por este meio, solicitar-lhe a marcação de uma nova reunião, ou caso não sendo possível, uma resposta oficial da Câmara de Oeiras sobre os assuntos nela abordados.
Como compreenderá, o desânimo e a falta de serenidade começam a instalar-se neste vasto Grupo de Munícipes.
Desta forma, solicito a V.Exª uma resposta, mais breve quanto possível, para que possa ser transmitida aos restantes membros do Grupo.
Com os melhores Cumprimentos,
De V. Exª
Atentamente

Informações sobre Canis Municipais

Abril 14, 2010

 No âmbito da petição à Asssembleia da República “Pelo Tratamento Condigno e Pelo Fim do Extermínio dos Animais Em Canis/Gatis Municipais” promovida pela “Associação Pelos Animais “ em 2007, o relator da petição enviou requerimentos a várias câmaras municipais questionando-as sobre as condições de funcionamento dos canis e as políticas municipais relativas à recolha, abate e controlo da população de animais de companhia. Na página abaixo, pode encontrar as respostas que foram recebidas: http://www.pelosanimais.org.pt/iniciativas/peticao_canis/requerimentos

Tudo o que estiver a letra azul é “clicável” e encaminha para outra página. Se clicar sobre o nome de cada requerimento (por exemplo, logo no primeiro, bastaria clicar em “Requerimento 204-AL/X/2″), será encaminhada para a página do site do Parlamento em que se encontra esse requerimento e a respectiva resposta, se a houver. O requerimento foi dirigido a 98 das 308 Câmaras Municipais existentes e destas responderam 64.

( com a colaboração da “Associação Pelos Animais”)

Porto aguarda reunião com o Vice-Presidente da CMP

Abril 13, 2010

O grupo do Porto continua a aguardar resposta do Gabinete do Dr. Álvaro Castello-Branco, Vice-Presidente da Câmara Municipal do Porto e responsável pelo pelouro do Ambiente, no sentido de  agendar uma reunião, tal como solicitou em ofício datado de 15 de Março, para  avançar na discussão de questões relacionadas com a esterilização dos gatos errantes da cidade, bem como sobre o Canil Municipal.
Se, uma vez volvido um mês sobre o pedido de audiência, não se registar qualquer resposta, será efectuado novo contacto junto do Gabinete da Vice-Presidência, com conhecimento ao Presidente da Câmara.

Lisboa – Continua a aguardar-se a reunião com o Vereador Sá Fernandes

Abril 12, 2010

Comunica-se que, nesta data , 12 de Abril, foi de novo contactado o Gabinete do Dr. Sá Fernandes para saber do agendamento da reunião que foi pedida a 6 de Março. Sem esta reunião é impossível continuar a avançar na preparação da Campanha de Esterilização dos Gatos Silvestres de Lisboa uma vez que há importantes aspectos que têm de ser aí definidos.

Para além disso,  pretendemos fazer o ponto de situação sobre o cumprimento, por parte da CML, das recomendações da Assembleia Municipal, nomeadamente no que concerne a suspensão das capturas de gatos  e ainda sobre as obras no canil/gatil.

Se a reunião não fôr marcada durante esta semana, ficou acordado um novo contacto na próxima segunda-feira, 19 de Abril.

10 de Abril, sábado, em Lisboa – Marcha -protesto pela defesa dos animais

Abril 3, 2010

Convocada pela Associação Animal, e apoiada por todo o movimento de protecção aos animais, a marcha parte às 15h 30 do Campo Pequeno em direcção ao Parlamento e tem como lema “Tortura Não; Evolução”.

Cães e gatos – esterilizar sim, não ao abandono e aos abates nos canis!