Informações sobre Canis Municipais

 No âmbito da petição à Asssembleia da República “Pelo Tratamento Condigno e Pelo Fim do Extermínio dos Animais Em Canis/Gatis Municipais” promovida pela “Associação Pelos Animais “ em 2007, o relator da petição enviou requerimentos a várias câmaras municipais questionando-as sobre as condições de funcionamento dos canis e as políticas municipais relativas à recolha, abate e controlo da população de animais de companhia. Na página abaixo, pode encontrar as respostas que foram recebidas: http://www.pelosanimais.org.pt/iniciativas/peticao_canis/requerimentos

Tudo o que estiver a letra azul é “clicável” e encaminha para outra página. Se clicar sobre o nome de cada requerimento (por exemplo, logo no primeiro, bastaria clicar em “Requerimento 204-AL/X/2″), será encaminhada para a página do site do Parlamento em que se encontra esse requerimento e a respectiva resposta, se a houver. O requerimento foi dirigido a 98 das 308 Câmaras Municipais existentes e destas responderam 64.

( com a colaboração da “Associação Pelos Animais”)

2 Respostas to “Informações sobre Canis Municipais”

  1. Maria Eugénia Colaço Says:

    Obrigada pela informação. Já estive a ver a de Lisboa.

  2. Maria Estela Rodrigues Martins Says:

    Infelizmente a resposta dada pela Câmara Municipal de Aveiro esconde totalmente a verdade sobre o que se passa no Canil Municipal de Aveiro.
    Em 1ª lugar não dispõe de gatil, mas tão só de canil. Em 2º lugar as condições deste canil são péssimas, os animais são mal tratados, e o veterinário municipal não cumpre minimamente as suas obrigações.
    Aliás, não há muito tempo (27 de Janeiro de 2010) numa reunião com várias associações do concelho (AFECTU, Perdidos e Achados, PRAVI, etc.) o próprio veterinário municipal afirmou peraqnte inúmeras testemunhas que no Canil Municipal de Aveiro não se abatiam animais.
    Talvez não se abatam, porque é mais fácil misturar nas mesmas jaulas animais aparentemente saudáveios e animais doentes, p. ex. c/ parvovirose, deixando-os morrer em sofrimento e contribuindo assim para libertar o canil de muitos animais. Sei do que falo, pois eu própria retirei de lá 2 cachorros, 1 quase em estado de coma e que não sobreviveu, e o outro a ir pelo mesmo caminho (felizmente salvou-se). E nunca me foi pedido que assinasse documento nenhum!
    Quanto às campanhas de adopção e aos acordos com veterinários para promover castrações e esterilizações, deve ser para “inglês ver”, porque em Aveiro ainda ningém deu conta de nada.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: