Brasil, quem te agarra !!!

O Brasil tem muitas bolsas de pobreza e certamente os animais que aí vivem sofrerão em consequência. Mas o que é notável é o caminho trilhado pelas autoridades daquele país para reduzirem o número de animais domésticos, privilegiando a esterilização em detrimento do abate.

Já aqui referimos a proposta em análise no Senado Brasileiro ( post de 14 de Maio ), um cartaz contra os “donos vira-latas” da  Perfeitura Municipal de Florianopolis  ( post de   14 de Maio), chega-nos agora um anúncio da castração gratuita de animais ( cada dono podendo castrar até 10 animais) na cidade de São Paulo.

 A enorme diferença entre o comportamento das autoridades brasileiras e portuguesas, é a diferença entre um país que se projecta para o futuro e um país estagnado e que desistiu de melhorar a vida da maioria que aí vive, sejam pessoas ou animais.

Exemplos :

Há dois anos que o Ministério da Justiça “mastiga” a proposta para que os animais deixem de ter estatuto de “coisa” no Código Civil;

Existe um SEPNA que não actua na protecção dos animais , não se percebe porquê;

Só  33%  dos canis/centros de recolha estão conforme à lei 315/2003 ( estamos em 2010…);

Abate-se mais de 100 000 animais por ano nos canis mas as dificuldades com que se debatem os grupos concelhios para que as autarquias implementem planos estratégicos de esterilização são gigantescas…

 “Isto não é um pais é um sitio. E ainda por cima mal frequentado” ( Eça de Queirós).

3 Respostas to “Brasil, quem te agarra !!!”

  1. Eduarda Vieira Says:

    Este país é mesmo primitivo. Infelizmente, subscrevo na totalidade o que foi dito, bem como a frase do Eça, ela também tão actual… Na verdade, isto não mudou muito em cento e tal anos.
    Aos exemplos referidos, devo acrescentar o facto de o abandono de animais ser sancionado pelos próprios canis municipais (conheço o caso do Porto, mas imagino que muitos outros funcionem de igual modo), que permitem a entrega de animais que donos insensíveis ou simplesmente cretinos não queiram manter…

  2. cristina Says:

    Sim, era bom que deixássemos de olhar para o Brasil com paternalismo pós-colonialista e começássemos a seguir algumas das suas boas práticas. Na questão dos animais não há nações sem nódoas, mas se tivermos a humildade de aprender com todos, sem preconceitos, os avanços serão notáveis.

  3. Marta Correia Says:

    O Ministério da Agricultura, que tutela os Veterinários Municipais também deveria ter uma palavra a dizer.
    O Ministério da Agricultura, é na minha opinião, responsável pela falta de estudos e dados concretos sobre a situação do país, pela inexistência de orientações para os veterinários municipais baseadas em dados científicos validados e na ética humana (e não na lei, tantas vezes absurda) e ainda culpado pela total inoperância no que concerne à fiscalização e acompanhamento de canis municipais e privados e à gestão de animais de rua.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: