Évora – Reclamação por declarações ofensivas e incidente ocorrido no canil no dia 10-11-2010.

O Grupo de Évora da Campanha de Esterilização endereçou, no dia 18 de Novembro, a seguinte carta ao presidente da Câmara Municipal :

Exmo. Senhor Presidente,

Foi com a maior perplexidade e indignação que a CNE-Évora se confrontou com o teor da entrevista concedida pelo Sr. Dr. Flor Ferreira, ao jornal “Registo”, na edição n.º 129 publicada no dia 18-11-2010.

 Nessa entrevista, o referido senhor presta declarações na qualidade de veterinário municipal e de responsável pelo Centro de Recolha Oficial de Évora, fazendo afirmações que, para além de erróneas e de deturparem o conteúdo da proposta apresentada pela CNE-Évora em reunião oficial, ofendem os elementos deste Núcleo e atingem a própria Campanha pela Esterilização, chegando ao ponto de referir que “isto só pode partir de mentes que é melhor nem classificar, porque tudo isto é de uma aberração completa”.

 O comportamento descrito é claramente ofensivo e impróprio por parte de alguém com as responsabilidades em causa, o que consideramos inadmissível.

 Exercemos, assim, o direito de resposta, através de ofício, cuja cópia se anexa (ver post , neste site, de  18 de Novembro)

 Por outro lado, e relativamente ao incidente ocorrido no dia 10-11-2010, que tem sido alvo de contestação geral e massiva, podemos confirmar a V.ª EX.ª, para os efeitos que entenda convenientes, que o Sr. Dr. Flor Ferreira, durante a reunião ocorrida na véspera com os elementos da CNE-Évora, declarou, a certa altura, quando se abordou a via da adopção dos animais, o seguinte: “Vejam bem que eu até dou animais para fora do meu concelho, tenho um cão que vai agora para os Açores e outro para as Caldas.

 Foi um choque quando tomámos conhecimento que dois dos cães abatidos e alegadamente com processo de adopção se destinavam a ir precisamente para os Açores e para as Caldas a Rainha, respectivamente…

Entretanto, tomámos conhecimento, através de um dos membros da CNE-Évora, que um dos cães abatidos já teria, não um, mas dois candidatos à adopção, conforme reclamação que anexamos subscrita pela Senhora Paula Oliveira, bem como anexamos troca de e-mails entre a mesma e os serviços do CRO de Évora, conforme nos compete e por entendermos que se trata de documentação relevante para o esclarecimento do caso.

Com os melhores cumprimentos e elevada consideração,

P´la CNE-ÉVORA,

(Alexandra Reis Moreira)

Toda a documentação entregue pode ser lida aqui

7 Respostas to “Évora – Reclamação por declarações ofensivas e incidente ocorrido no canil no dia 10-11-2010.”

  1. MARIA DO ROSÁRIO DE SATÚRIO-PIRES Says:

    Vergonha ter um individuo destes como Vet Municipal.
    Não haverá maneira de denunciar que um fulano intitulado Vet tenha abatido ou mandado abater dois animais já com o processo de adopção a decorrer?
    Os dois cães infelizmente já foram eutanaziados, mas por respeito a estas vidas maldosamente retiradas por uma besta mentirosa e cruel e com a ajuda dos dois adoptantes penso que o caso poderá ir para as barras do tribunal.
    Façamos justiça pois indivíduos como esse não poderão matar ou mandar matar animais que poderiam ter um lar e ser felizes.
    Ordem dos MV ACTUEM TAMBÉM pois a vossa classe não pode ficar denegrida por um colega que nem direito tem a continuar a ter as funções que no presente infelizmente não sabe cumprir.
    Maria do Rosário de Satúrio-Pires

  2. cristina Says:

    Não há dúvida que o Estado se demite da sua função fiscalizadora e depois dá cobertura a estes déspotas que assim se acham donos e senhores dos seus pequenos mundos. Também não restam dúvidas que a ação dos cidadãos é fundamental para acabar com estas zonas obscuras de fascismo onde as vítimas não têm voz.
    Obrigada a todos os que denunciam as injustiças e a crueldade e que tentam mitigar o sofrimento silencioso dos mais fracos.

  3. Ana Teresa Cunha Says:

    O que falta a estes dois homens – veteriário municipal e director da UE – é uma coisa caída em desuso: decência e ética moral. Se tivessem um mínimo de vergonha perante a torpeza dos seus actos já se tinham demitido ao invés de tentarem justificar o injustificável…
    As leis de protecção aos nossos animais são obsoletas, e, o que noutro país civilizado do centro e do norte da Europa implicaria prisão, aqui em Portugal observamos as maiores crueldades praticadas, na maior parte dos canis/gatis municipais, contra animais indefesos e nada podemos fazer porque a lei não nos cobre.
    E, tudo isto se passa perante a complacência dos organismos oficiais: Ministério da Agricultura e Direcção Geral de Veterinária (DGV) responsáveis, a nível nacional, pelo zelo, defesa e bem-estar animal, incluindo os de companhia.
    Mais uma vez, a culpa não pode morrer solteira. Neste país é mais célere e eficiente a justiça divina que a terrena. Tem de haver responsáveis e serem exemplarmente punidos, em memória de todos os animais que sucumbiram às mãos dos “carrascos” de Évora. Já basta desta barbárie oficialmente consentida!
    “Entre a brutalidade para com o animal e a crueldade para com o homem, há uma só diferença: a vítima.” (Lamartine)

  4. Alex Says:

    Vamos ver se o “veterinário” municipal muda rapidamente. Parece incrível como é que, sabendo-se as imensas barbaridades e violações da lei que fez, ainda lá está. A fazer das suas.
    É uma vergonha nacional.

  5. Nuno Mendes Silva Says:

    Que cobardia meu Deus, um ser humano a assassinar 7 indefesos animais, em nome de quê? Da prepotência, do desprezo para com a vida, para com os outros que querem fazer algo para melhorar a qualidade de vida destes pobres seres indefesos. De facto todos já vimos algo semelhante no cinema, carrascos a assassinarem friamente outros seres vivos, a diferença entre humano ou animal não é nenhuma, não somos donos dos animais, têm direito à vida.
    Como é possível um veterinário cometer tal assassínio?
    Exijamos a sua demissão imediata e que a ordem dos Veterinários expulse este carrasco e lhe retire a carteira de imediato.

  6. pelos animais Says:

    AS AUTORIDADES NÃO VÃO DEIXAR ISTO ASSIM POIS NÃO??? Espero que não seja necessário fazer queixa no exterior!

  7. Ricardo Guardado Says:

    É inadmissível o tratamento que os Srs estão a fazer do bem público. Os Srs, a responder pela sociedade deviam estar a trabalhar a favor dela e não a favor de interesses pessoais. A saúde, o bem estar dos animais e o controlo da região deve ser uma missão vossa pois é para isso que os Srs foram designados para tal cargo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: