Dez canis intermunicipais recusam fornecer informação sobre o movimento de animais que registaram em 2016

Foram enviados dois e-mails aos 11 canis intermunicipais existentes, o último dos quais em 11 de Julho, requerendo: número e espécie de animais entrados; número e espécie de animais adoptados; número e espécie de animais saudáveis abatidos; número e espécie de animais eutanasiados devido a doença terminal; número e espécie de animais mortos por doença.

Só o Intermunicipal de Terras de Santa Maria respondeu ao solicitado. O Intermunicipal de Terras Quentes Transmontanas usou os argumentos da circular nº 10 da DGAV  para não responder. Os restantes nem se deram ao trabalho de acusar a recepção do pedido.

A falta de transparência sobre o movimento nos canis tem sido uma constante ao longo de décadas. Os números dos abates têm sido tão escandalosos e atestam de maneira tão óbvia a falência da politica que foi seguida para lidar com a sobrepopulação de cães e gatos e o abandono que houve quem achasse melhor esconder da opinião publica a realidade. Como sempre acontece quando não há transparência a especulação que tal origina sobre o que se passa nos canis contribuiu para minar as relações de confiança  entre protectores e entidades oficiais.

Com a aprovação da Lei 27/2016 e o fim dos abates em Setembro de 2018, está a iniciar-se uma mudança que não é compatível  com a continuação da sonegação de informação. Exigem-se novas regras de convivência entre quem administra e quem é administrado.

Assim, esta Campanha já iniciou diligências – que oportunamente divulgaremos – para obtermos a Informação a que temos direito.

Anúncios

3 Respostas to “Dez canis intermunicipais recusam fornecer informação sobre o movimento de animais que registaram em 2016”

  1. Carla sofia veiga da costa mesquita Says:

    Obrigada por me irem mantendo informada sobre as regras e o vao fazendo pelos animais.

  2. Marina Leonardo Says:

    Isto só demonstra a falta de transparência de várias coisas que ocorrem nos canis municipais e intermunicipais,claro que o assunto dos abates é prioritário,mas tb temos o assunto das esterilizações,vacinações e colocação de chips,o facto de muitos dos pagamentos dos chips e vacinações não serem registados ou seja,passados os recibos,etc,etc……..Com certeza e como defensora da causa animal (e não só) ,estarei atenta a este assunto,obrigada!

  3. rita almeida ribeiro Says:

    INFELIZMENTE OS CANIS MUNICIPAIS AINDA SE ACHAM ACIMA DA LEI….
    Obrigada por manterem a pressão, é a unica forma de perceberem que têm de dar satisfações e que as pessoas estão cada vez mais atentas ao que se passa com os bichos nos canis.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: