Distrito Lisboa: A-F – novidades

Canil da Amadora

Nota da Campanha de Esterilização (colocada em 14-4-2010)

Para mais informações sobre o canil da Amadora,  fornecidas pela CMA ao relator da Assembleia da República em 2007, é favor consultar o link

http://www.parlamento.pt/ActividadeParlamentar/

Paginas/DetalhePerguntaRequerimento.aspx?ID=38453

Aí se refere que o movimento de animais no canil da Amadora em 2004 , 2005 e 2006 foi o seguinte:

                                            Entradas      Doações        Eutanásias

2004                                       724                  60                    280

2005                                       515                  59                    300

2006                                       834                  66                    298

Trata-se de um número de eutanásias elevadissimo ( mais de 1 animal por dia abatido, tendo em conta unicamente os dias úteis), aspecto que não foi referido pelos responsáveis do canil no encontro com os membros do Grupo da Amadora, onde se limitaram a informar que a eutanásia só é administrada nos animais quando não existe outra alternativa. É uma frase muito vaga a requerer um esclarecimento sobre o seu significado real que poderá, a manterem-se estes números,  alterar muito a apreciação com que se fica sobre o canil da Amadora.

20 Respostas to “Distrito Lisboa: A-F – novidades”

  1. ana almeida anastácio Says:

    GRUPO DE CASCAIS BEM RECEBIDO NA ASSEMBLEIA MUNICIPAL

    O Grupo constituido em Cascais, atrvés da porta voz, Glicinia Ferreira, levou uma exposição á assembleia municipal de Cascais , no dia 27 Nov.

    Tivemos o que nos pareceu uma atenção atenta da assembleia e o compromisso do senhor vice-presidente e vereador do pelouro, Dr Carlos Carreiras, do agendamento de uma reunião para melhor desenvolvimento deste tema

    Assim ficámos optimistas, pareceu-nos uma resposta responsavel e interessada.
    Daremos noticias após a reunião.

  2. ana almeida anastácio Says:

    O Grupo de Cascais foi recebido numa reunião na Camara de Cascais, com o Senhor Vice Presidente e vereador do pelouro, Dr Carlos Carreiras, com o Senhor Director Municipal , Dr Nunes Carvalho e com a Senhora Arqt Paula Chagas .

    A receptividade e abertura da Camara Cascais , para em conjunto com a sociedade civil se encontrarem soluções e para desenvolver um projecto (s) que dê resposta á nossas solicitações é total .

    a Camara de Cascais através dos seus responsaveis, tem consciencia das limitações e fraquezas existentes nesta area e tem também por objectivo resolvê-las.

    A linha de actuação não está definida e aparentemente começam agora a desenvolver-se esforços e envolverem –se quadros politicos com esta preocupação e objectivos.

    Assim e como a primeira reunião foi apenas introdutória das nossas intenções , vamos realizar uma segunda reunião, em Janeiro para dar seguimento a este projecto.

    => Estabelecer um programa de esterilizações que (em princípio) serão realizadas nas instalações da Fundação S. Francisco de Assis (numa primeira fase para os animais a cargo de Associações de Protecção Animal do Concelho de Cascais);

    => Realizar uma campanha de sensibilização para responsabilizar quem adopta/compra um animal e desincentivar os abandonos;

    => Divulgação da Fundação S. Francisco de Assis e canil no site da C.M.C.;

    => Criar/actualizar o site da Fundação S. Francisco de Assis;

    => Criar um registo fotográfico de todos os animais recolhidos (vivos e mortos) pelo canil;

    => Estudar a possibilidade de colaboração com escolas de forma a sensibilizar os alunos para o respeito pelos animais e incentivar/possibilitar que estes amadrinhem/apadrinhem um animal na Fundação;

    Da nossa parte e para essa reunião, estamos a reunir dados quantitativos referentes a :

    – Levantamento das associações de animais existentes no concelho e colónias de bairro sustentadas por particulares
    – Nº de animais que são cuidados e alimentados por particulares, e por associações
    – Nº de esterilizações efectuados por ano
    – Nº de animais que são adoptados em instituição que albergam animais e respectiva taxa de sucesso
    – e outros dados que nos pareçam relevantes e sirvam como base de trabalho.

    Assim se tiverem alguma informação que considerem importante, por favor partilhem.

    Após a próxima reunião daremos noticias se entretanto não surgirem outros dados

    obrigado a todos

  3. carla brito Says:

    Caros Colegas,
    No dia 06 de Abril estive presente na reunião no canil municipal da Amadora- CROAMA. Comigo esteve apenas o colega João Garrido. Viemos bastante contentes com as condições em que encontramos os animais, de salientar:
    -no canil estavam poucos animais um em cada box, salvo qundo havia uma fêmea com ninhada.
    – O canil estava dividido em 3 áreas distintas: os animais saudáveis; os em recuperação ou doentes, e os animais apreendidos e os perigosos.
    – Nos doentes encontramos animais bastante idosos, que apesar do seu estado não foram abatidos.
    -As boxes estavam em perfeitas condições de higiene, assim como os animais.
    – Vi a cadelinha alvo da denúncia,assim como os bébés e concontram-se todos de optima saúde. O que nos foi dito foi que a mâe seria um animal dificil, mas não impossivel, de ser adoptada por ser bastante arisca. POr isso acho que aqui poderiamos ajudar na divulgação para facilitar a adopção.
    – Está a ser preparada uma campanha para a adpoção dos animais da CROAMA, Já têm algumas fotos do folheto e será tb divulgado através do site da CMAmadora.
    – Dispoêm de uma sala onde acolhem a comunidade escolar e dão a conhecer o espaço e a importancia do bem estar animal.
    – O canil está legalizado.
    – tem sido visitado por outras entidades por ser um canil “modelo”.
    Foi-nos dado a conhecer a sala de tratamentos e o armazém que se encontra muito bem guarnecido de alimentos para os animais. Assim como a carrinha de transporte de animais, a qual oferece excelentes conmdições de transporte (espaço, ar condicionado, etc)
    No que se refere aos protocolos com associações, foi feito 1 com a ANIAMA, associação essa que fica perto do canil mas que pouco interage com o canil.
    No que respeita aos 3 pilares da Campanha, tentei referi-los e obtive algumas respostas:
    1. Os canis municipais devem esterilizar obrigatoriamente todos os animais que dão em adopção. Neste pilar foi-nos dito que estão à espera de verbas para colocar o projecto em acção. O projecto consiste em parcerias com clinicas privadas onde os novos donos podem levar os animais para serem esterilizados.
    2. As Câmaras devem celebrar protocolos com as associações de defesa animal que actuam no concelho para a esterilização dos animais abandonados que estas recolhem. Foi-nos dito que a câmara não pode oferecer esse serviço, mas que a entidade capaz de o fazer seria o hospital veterenário da Escola veterenária no Campus da Ajuda.
    3. As Câmaras devem proporcionar aos munícipes com recursos limitados a esterilização gratuita dos animais que possuem. Foi-nos dito que a câmara não pode oferecer esse serviço, mas que a entidade capaz de o fazer seria o hospital veterenário da Escola veterenária no Campus da Ajuda.
    Em resumo:
    – Os animais estão em excelentes condições, quer de espaço, quer de higiene, saúde, alimentação.
    – A Técnica mostrou ser uma pessoa bastante cuidadosa no que respeita ao bem estar animal.
    – Referiram que a eutanásia só é administrada nos animais quando não existe outra alternativa.
    – Não encontrámos nenhum ponto negativo no canil da amadora.
    – ficaram de me enviar fotos do canil.
    Perguntei se precisavam de algum tipo de apoio, pois disponibilizei-me para tal, foi-me pedido apenas cobertores para os animais. Se alguém quizer ajudar nesta recolha eu própria varei a recolha.

    A veterenária Municipal Dra. Susana Santos enviou-nos as seguintes fotos:

    Gatil CROAMA.JPG

    Canil Amadora.JPG

    Foto CROAMA.jpg

    Imagem viatura canil identificação 2 001.jpg

    Imagem viatura canil identificação 2 004.jpg

    Imagem viatura canil identificação 2 006.jpg

  4. Filipa Pires de Lima Says:

    Estou profundamente estupefacta com os números acima referidos.
    A minha primeira questão é a seguinte:
    a título de exemplo, em 2006, entraram 834 animais. Referem que, desses 834, 66 foram adoptados, e 298 foram abatidos. Pelas minhas contas, abatidos + adoptados perfaz um total de 364. Fica a faltar referência ao destino de 470 animais!!! Não queiram por favor convencer-me de que estes 470 animais morreram porque estavam doentes.
    É OBRIGATÓRIO exigir explicações à CM Amadora sobre os números reais, sobre o destino dos animais que nem foram adoptados, nem abatidos. Além disso, mesmo que “apenas” tivessem sido abatidos 268, é um número elevadíssimo!!! Fico igualmente chocada com APENAS 66 adopções. Isto denota uma má prática efectiva no que respeita à divulgação dos animais presentes no CROAMA. Existem associações com abrigos que conseguem 66 boas adopções em menos de 3 meses, por isso não sou capaz de compreender estas políticas.
    O caminho tem mesmo de ser a esterilização. Deixo aqui o desafio à direcção do CROAMA para que estes números sejam publicamente explicados, e apelo à adesão efectiva à esterilização de todos os animais adoptados no canil.
    Obrigada

  5. ana almeida Says:

    Camara de Cascais prepara instalações para iniciar Esterilização

    Das diversas reuniões que grupo de Cascais tem mantido com a CMC, que desde sempre se mostrou sensivel e preocupada em melhorar as condições de vida dos animais do concelho, resultou a decisão da camara de fazer obras no canil municipal , para que em conjunto com os meios já dsiponiveis na Fundação S. Francisco de Assis, se possa proceder á esterilização de cães e gatos errantes do concelho.
    Este processo passa pelo envolvimento de um conjunto de veterinários , contactados inicialmente pelo grupo de Cascais, aos quais expusemos este projecto, e que se voluntarizam em regime pro bono, para realizar as esterilizações de animais errantes.
    A formalização deste protocolo será entre a CMC e o grupo de profissionias voluntários .

    O grupo de Cascais aguarda informação da Camara sobre a conclusão das obras, e de acordo com a ultima informação obtida , a intenção da CMC é de iniciar as esterilizações, ainda no 1º semestre de 2010.

  6. Eduarda Costa Ferraz Says:

    Cascais e atitude,
    Infelizmente o canil de Cascais captura e abate sem piedade! na semana passada (Junho 2010), dois cães protegidos por uma amiga, acabaram no canil. A cadelinha foi eutanasiada pois tinha um leve problema de pele, o cão sobreviveu porque foi feriado. Apesar de várias pessoas terem recomendado que fosse ao canil, ela jamais pensou que que eles fossem capturados pois estavam saudáveis.

    Ela encontra-se horrorizada pois muitos lá ficaram e hoje enquanto escrevo eles já desapareceram.
    Até quando vamos permitir que a desculpa, de ser um problema de saude publica, se capture e mate indiscriminadamente seres vivos?
    No canil sabem onde se encontram os animais errantes, e estão com os dias contados. QUEM TIVER PROTEGIDOS NA RUA PODE TER A CERTEZA QUE NÂO SERÁ POR MUITO TEMPO.
    Lancei um apêlo algum tempo atrás, sobre uma matilha e as cadelas prenhas, infelizmente ninguém se deu ao trabalho de responder ou ajudar.
    Do grupo de Cascais do qual julgo que faço parte, não obtive qualquer resposta.
    Quem adere á vigilia do canil de Monsanto?

  7. Tereza Lobato Forte Says:

    A Eduarda tem toda a razão. O que se passa nos canis municipais é indigno. Fui eu que há 2 semanas fui ao canil de Cascais e estive 5 horas á espera para resgatar um animal que protejo e alimento há 3 anos, que estava desparazitado e com uma coleira anti parasitas e mosquitos. O cão estava de excelente saúde e quando o consegui resgatar verifiquei que estava magrissimo, após 10 dias de canil. Os pratos não tinham comida nem água. Telefonei para lá numa 2ª-feira e disseram-me que só o podia lá ir buscar na 6ª-feira. Ao fim de muita insistencia, que podia ir no dia seguinte. Fui imediatamente para lá, sentei-me num degrau e depois no carro e avisei que não sía dali sem o cão que estava absolutamente aterrorizado. Ainda hoje não parece o mesmo. Telefonei para inúmeros amigos e atravez deles para a CM de Cascais. Ao fim de 5 horas estava prestes a obter o telefone do Presidente da Câmara, quando finalmente o veterinário chegou e lá consegui levar o cão. Mas ficaram lá tantos, naquele corredor da morte sem julgamento.
    Gostava de saber quanto é que a CM de Cascais gasta com a Fundação S. Francisco de Assis, que só tem 60 vagas.
    Eu sem qualquer ajuda sustento 32 cães e vários gatos, para além dos da rua a quem também damos comida. E não somos ricas.
    É urgente fazer mais qualquer coisa.

  8. ana almeida Says:

    Caros,

    Lamento profundamente os relatos da Eduarda e da Teresa.
    No decurso das reuniões na CMC, podemos perceber que o Dept de Ambiente tem consciencia de que existem muitas injustiças e imperfeições no sistema. Como nos foi garantido um sério esforço de mudança. Estes relatos provam que as mudanças ainda não se verificaram, e nós como cidadãos contribuintes, temos de o exigir .
    penso que estas situações devem ser divulgadas a todos os responsaveis pelo funcionamento desta estrutura, assim se concordarem farei chegar ao Director Municipal, estes relatos.

    Aproveito para informar que o Director Municipal Do Ambiente de Cascais, confirmou a realização das obras no canil municipal, no sentido de melhorar as estruturas e condições para albergar os animais, e confirma o inicio das esterilizações para meados de Setembro , visto que não poderam ser iniciadas em Maio como previsto
    Temos todos muita esperança que assim seja.

  9. Glicínia Ferreira Says:

    Olá a todos,

    Informo também que a Direcção Municipal do Ambiente da Câmara de Cascais preparou um Regulamento Municipal de Bem-estar e Saúde Animal. Segundo as informações de que dispomos, este regulamento foi a Sessão de Câmara em Junho e encontra-se em discussão pública durante 30 dias. Esperamos que entre em vigor em Outubro.

  10. Margarida Garrido Says:

    Não será possivel disponibilizarem um link para esse documento ? Pode ser útil para outros grupos.
    Obrigada.

  11. Elisabete Feitoria Says:

    Pelos vossos comentários, vejo que há muitas reuniões com vários departamentos da Câmara de Cascais, muitas promessas, muitos projectos… Mas tudo isto leva tempo e, de concreto, não se vêem nenhuns progressos seja em que capítulo for.
    Animais apanhados pelo Canil que emagrecem tanto ao fim de 10 dias de cativeiro, animais sem água e sem comida, veterinários municipais que tardam em aparecer para entregar um cão reclamado ??? Tudo isto seria o mais simples de corrigir e temos que o exigir JÁ !
    Também no Canil Municipal em Monsanto vi a pouca comida distribuida nas tulhas com 6, 7 e até 8 gatos, de proveniências diferentes e, claro está, aterrorizados. Só 3 ou 4 gatos chegavam à pequena tigela de comida, os outros ficavam sem nada… Lamentável ! Stress e falta de comida: querem melhor explicação para a taxa de óbitos elevadíssima por doença, além dos abates ???

  12. MªAdelaide Neves Says:

    Bom dia, n/sei se será o sitio próprio, mas se alguém me poder ajudar…
    Fui buscar há um ano uma cadelinha bébé ao canil e agora gostaria de lhe fazer esterilização, pois n/pretendo mais cães e como ela é rafeira e muito “maluca”, mas amorosa, assim que vissem a mãe de certeza que ia ter dificuldade em arranjar donos, além do mais só os poderia dar a quem conhece-se e soube-se que os ia tratar bem. Portanto ando há procura de um sitio onde lhe seja feita a operação, pois no canil onde a fui buscar não fazem… Não posso pagar “muito” (para mim), pois deram-me um contacto em S. Marcos que diz que é muito bom, mas um pouco acima das minha possibilidades. Moro na zona de S. Domingos de Rana.

  13. ana almeida Says:

    Camara de Cascais inicia esterilizações em Setembro 2010.

    Dia 08 Set o Grupo de Cascais reuniu com Dir Municipal Dr Nunes Carvalho.
    Desta reunião resultou a confirmação do inicio das esterilizações dos animais errantes do concelho de Cascais, ainda para o corrente mês de Setembro, com alguns pormenores logisticos ainda a definir.
    As esterilizações serão realizadas na Fundação S Francisco de Assis, que conta com um bloco operatório com condições para o efeito.
    Nesta fase as esterilizações serão executadas por um conjunto de apróx 10 veterinários, que em regime pro bono establecem um protocolo de colaboração com a Fundação S Francisco de Assis, e se deslocam ,á Fundação para realizar as esterilizações.
    Estamos ainda a desenvolver contactos para que se possa alargar este grupo de veterinários de forma a permitir um cada vez maior numero de esterilizações mensais.

    Assumidamente estes meses até final do anos serão uma esperiencia piloto, que será ajustada mediante a prática e acontecimentos no terreno , com o claro objectivo de no inicio de 2011, este projecto esteja a correr duma forma rotinada e sistemática.

    voltamos a dar noticias em breve

    boa sorte a todos os restantes grupos

  14. ana almeida Says:

    Actualização Campanha Esterilização em Cascais

    O Inicio da esterilizações estava previsto para Setembro 2010, foi adiado , para 02 Janeiro 2011.

    O grupo de Cascais reuniu em novembro com o Director Municipal Dr Nunes Carvalho, que justifica este adiamento pelo cuidado em assegurar todos os procedimentos legais e de metedologia inerentes á exigencia deste tema.
    Para que todo o processo seja consistente com a lei , a Fundação S Francisco de Assis, na qualidade de entidade responsavel por este processo, em total coordenação com a CMC, vai establecer um protocolo com uma Associação com idoniedade no concelho de Cascais, provavelmente a Liga Portuguesa dos Direitos dos Animais, para que a mesma se possa responsabilizar pelos animais esterilizados ao abrigo do programa, e que posteriormente são devolvidos á sua provenência.
    Este protocolo abrange todas as Associações do Concelho, assim como pessoas particulares que comprovadamente suportem colónias de animais.

    Em relação á necessária colaboração dos veterinários, e para oficializar os contactos que o grupo de Cascais tinha previamente realizado junto dos veterinários, A Fundação S Francisco de Assis ,enviou em Outubro ultimo, uma carta convite a todos os veterinários registados no concelho de Cascais, a propor a cada um , a colaboração em regime de voluntariado para a esterilização dos animais. A este convite já receberam resposta de vários profissionais que asseguram uma manhã ou tarde conforme a sua disponibilidade.
    O protocolo elaborado e que será a base do acordo com os veterinarios voluntários, determina que as esterilizações serão efectuadas na Fundação S Francisco de Assis que é subsidiada pela CMC e está equipada para o efeito.

    Em breve damos noticias sobre a metodologia a seguir para a inscrição os animais.

    Boa sorte a todos os grupos

  15. ana almeida Says:

    Camara de Cascais oficializa o inicio das esterilizações .

    A 17 Dezembro 2010, A CMC vai oficializar a esterilização dos animais errantes do concelho, através da celebração 2 protocolos distintos.

    O primeiro com um conjunto de veterinários que em regime de voluntariado vão realizar as esterilizações.
    O segundo protocolo com associações de protecção animal, que vão poder inscrever na Fundação S F Assis o numero de animais que precisam de esterilizar.

    As colónias de rua, estão incluidas e são alvo de um terceiro acordo a divulgar brevemente.

    boa sorte a todos os grupos

  16. Glicínia Ferreira Says:

    Atualização da Campanha de Esterilização em Cascais:

    O protocolo foi assinado no passado dia 17 numa cerimónia no auditório da “Casa das Histórias Paula Rego” em Cascais. Na verdade, tratou-se da assinatura de 4 protocolos entre: a Câmara Municipal de Cascais, a Fundação S. Francisco de Assis, a LPDA – Liga Portuguesa dos Direitos do Animal, 5 associações de proteção animal que atuam no concelho de Cascais e 19 veterinários aderentes. Mais cerca de 10 veterinários assinarão o protocolo à posteriori, dado que, por motivos profissionais, não puderam estar presentes neste dia.
    As esterilizações terão início em Janeiro. A notícia de oficialização da campanha está disponível no site da Câmara Municipal de Cascais:

    http://www.cm-cascais.pt/Cascais/Noticias/campanha_gatos.htm

    Votos de boas festas e que o Novo Ano de 2011 permita muitas vitórias nomeadamente em prol da causa animal!

  17. Glicínia Ferreira Says:

    Caros colegas,

    Caso protejam animais de rua que necessitem de ser esterilizados, poderão fazê-lo gratuitamente ao abrigo do protocolo celebrado pela C.M. Cascais.
    Para o efeito, deverão dirigir o pedido a uma das associações aderentes a este protocolo, enviando um e-mail com a descrição do animal.

    – Liga Portuguesa dos Direitos dos Animais – http://www.lpda.ptinfo@lpda.pt

    – UPPA – http://www.uppa.pt

    – Associação Patas Errantes – http://www.errantes.orginfo@errantes.org

    – GV – Grupo Voluntários de Cascais – http://www.grupovoluntarios.orgg.voluntarios@gmail.com

    – Associação Animais de Rua (para o efeito, utilizar o formulário de candidatura no site – http://www.animaisderua.org/candidatura ).

  18. carla brito Says:

    Bom dia,
    Existe um grupo de pessoas residentes responsável pelo bem estar da colónia de gatos na zona da Buraca, por detrás dos CTT, perto do Bairro do Zambujal, que foi recolhida pelos técnicos da Câmara Municipal da Amadora.
    Como sabe a nossa lei salvaguarda animais que pertencem a um grupo de pessoas, o chamado animal comunitário, este conceito de cão ou gato comunitário serve para garantir a protecção legal dos animais, cujos cuidados básicos são assegurados por uma comunidade local de pessoas que gostam de animais ( ponto 8 da resolução 69/11, aprovado na Assembleia da República de 25 de Fevereiro de 2011), Posto isto agradecemos a reposição dos animais no local onde de encontravam, de preferência esterilizados.
    Agradeço a atenção dispensada,

    Resposta do vereador:
    Exma. Senhora,

    Vimos por este meio acusar a recepção da mensagem electrónica enviada por parte de V. Exa. relativa ao assunto supra mencionado, o qual mereceu a nossa melhor atenção.

    Informa-se que, de acordo com a alínea n), do art. 2º do D.L. 314/2003, de 17 de Dezembro, considera-se cão ou gato vadio ou errante aquele que for encontrado na via pública ou outro local público, fora do controlo ou vigilância do respectivo detentor e não identificado.

    Cabe às Câmaras Municipais a competência de proceder à captura de cães e gatos vadios ou encontrados na via pública, de acordo com o nº 1, do art. 8º, do D.L. 314/2003, de 17 de Dezembro.

    Assim, em caso de queixa ou solicitação por parte de munícipes para a recolha de animais que se encontrem na via pública, é obrigação da Câmara Municipal atender a esses pedidos uma vez que como referido acima faz parte das competências desta Edilidade, com o objectivo de salvaguardar a saúde e segurança animal e a saúde e segurança públicas. De salientar que a acção de recolha em apreço foi desenvolvida na sequência da recepção de queixas de insalubridade que nos forçou a encetar diligências no sentido de ultrapassar a situação.

    Mais se informa V. Exa. que, todos os animais que passam pelas instalações do C.R.O.A.M.A. (Centro de Recolha Oficial de Animais do Município da Amadora) são tratados com toda a dignidade e respeito que qualquer animal merece, sendo que o principal objectivo do centro é o de encaminhar os animais para adopção responsável.

    Informa-se também que, este centro se encontra devidamente licenciado por parte da Autoridade Sanitária Veterinária Nacional, de acordo com o decreto-lei 315/2003 de 17 de Dezembro, cumprindo escrupulosamente as regras de bem-estar animal determinadas pelas entidades competentes na matéria.

    No que diz respeito aos animais recolhidos na Buraca, informa-se V. Exa. que os mesmos se encontram disponíveis para adopção desde o dia 14/06/2011.

    No entanto, se adoptados, estes animais não deverão ser devolvidos à via pública, por impedimento legal e porque correm o risco de serem atropelados, situação frequente e muito desagradável para todos.

    Para qualquer esclarecimento adicional, queira V. Exa. contactar esta Divisão pelo nº de telefone 214 928 412, pelo nº de faxe 214 931 507 ou pelo correio electrónico veterinário@cm-amadora.pt.

    Com os melhores cumprimentos,

    Por Delegação de Competências
    O Vereador

    Eduardo Rosa

  19. carla brito Says:

    Bom dia,
    O que se pretende é a esterilização e a reposição dos animais no meio, pois estes enquadram-se no âmbito do chamado animal comunitário. Este conceito de cão ou gato comunitário serve para garantir a protecção legal dos animais, cujos cuidados básicos são assegurados por uma comunidade local de pessoas que gostam de animais ( ponto 8 da resolução 69/11, aprovado na Assembleia da República de 25 de Fevereiro de 2011).
    Atenciosamente,

    Carla Brito

  20. Eduarda Costa Ferraz Says:

    CASCAIS, es esterilizações foram sol de pouca dura! dois anos de reuniões para, um ano de esterilizações? O senhor que sempre reuniu conosco, prometeu, prometeu, promete!!! Não aceita o animal comunitário, disse-me na cara! e então que fazemos? há cães e gatos alimentados pela comunidade. Espero pelo empenho do grupo para alterar a situação, pois foi o Dr. Nunes Carvalho que afirmou e na frente da Maria João na Fundação S. Francisco de Assis da qual também é director.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: